sexta-feira, 11 de dezembro de 2020
Tamanho da fonte A+ A-

Futebol Profissional

NOVA IGUAÇU É SÉRIE A

NIFC vence Duque de Caxias e volta à elite

O Nova Iguaçu está de volta à elite do Campeonato Carioca! Na tarde desta quarta-feira (09), o Orgulho da Baixada recebeu o Duque de Caxias no Laranjão, pelo jogo de volta da semifinal geral da Série B1, venceu por 1 a 0 e retornou à elite. O gol do acesso foi anotado pelo artilheiro Raphael Carioca.

Na sequência, o Nova Iguaçu vai encarar o Sampaio Corrêa no próximo sábado (12), pelo primeiro jogo da final da Série B1, fora de casa, às 15h.

Nova Iguaçu domina o jogo, Raphael Carioca decide e define acesso laranja

Depois de perder pelo placar mínimo no jogo de ida, o Nova Iguaçu se impôs e entrou em campo pressionando logo cedo. Aos sete minutos, Rafinha foi até a linha de fundo e acionou Gustavo, que mandou de cabeça. Porém, ela passou tirando tinta da trave. Por sua vez, o adversário até tentava alguns contragolpes, mas nada que fosse suficiente para levar perigo ao goleiro Luis Henrique.

Dono das rédeas do confronto, o Nova Iguaçu seguiu marcando presença no último terço do campo e por pouco não inaugurou o placar aos 20 minutos: Gustavo arriscou de fora da área e ela passou perto. O bom volume de jogo da equipe laranja resultou na criação de boas oportunidade, mas faltava o capricho necessário para , enfim, balançar a rede adversária.

O Nova Iguaçu foi novamente soberano na etapa final. Aos cinco minutos, Anderson Künzel cobrou falta rasteira e obrigou Bruno a realizar bela defesa. Até que, aos nove minutos, a estrela do técnico Hermes Junior brilhou: Raphael Carioca, que havia acabado de entrar, aproveitou o desvio de Ewerton, passou pelo zagueiro e soltou a bomba, estufando a rede e colocando o Nova Iguaçu na frente: 1 a 0.

O Duque de Caxias, ciente do resultado, saiu mais para o jogo e apostou nas bola aéreas. Porém lá estavam duas muralhas: a defesa laranja e o goleiro Luis Henrique. Aos 32 minutos, o camisa 1 fez grande defesa em cabeceio do adversário e impediu o gol de empate. Sob este panorama, o Orgulho da Baixada suportou a pressão oponente e garantiu o acesso à elite.