sexta-feira, 25 de dezembro de 2020
Tamanho da fonte A+ A-

Futebol Profissional

SOLTA O GRITO, TORCIDA LARANJA

NIFC bate Sampaio Corrêa e é campeão da B1

Após garantir o empate no primeiro jogo da decisão da Série B1 do Campeonato Carioca, o Nova Iguaçu não tomou conhecimento do Sampaio Corrêa, no Laranjão, venceu por 3 a 1, gols de Raphael Carioca, Rafinha e Canela, e conquistou o tetracampeonato da competição.

Como já havia garantido vaga na elite do Carioca, o Orgulho da Baixada agora conquista também o direito de jogar a primeira partida da fase preliminar em casa. A estreia da Laranja da Baixada acontece no dia 17 de janeiro, às 15h, contra o Friburguense, no Laranjão.

Nova Iguaçu é soberano, vence Sampaio Corrêa e é campeão da Série B1

O Orgulho da Baixada já havia demonstrado valentia no jogo de ida da decisão da Série B1, quando empatou por 3 a 3, fora de casa, contra o adversário saquaremense. Porém, desta vez, o Nova Iguaçu foi além: não deu chances ao oponente e venceu com tranquilidade. Abuda, o jogador mais agudo da equipe laranja, foi o responsável por criar as principais oportunidades ainda no início da primeira etapa, através de chutes de fora da área. Gustavo também ficou perto de inaugurar o placar aos 25 minutos. Mas acabou parando na trave.

Aos 34 minutos, Raphael Carioca, artilheiro do time, tratou de estufar a rede. O camisa 18 arrematou de longa distância e marcou um golaço, sem chances para Zé Carlos: 1 a 0. O Sampaio Corrêa sentiu o golpe e viu os donos da quase se aproximarem do segundo gol ainda na primeira etapa. Porém, o intervalo seguiu com a vantagem laranja de 1 a 0.

Na volta do intervalo, mais domínio. Aos seis minutos, Rafinha usou a jogada ensaiada para marcar o seu primeiro gol com a camisa laranja, o segundo do NIFC na partida. Em apuros, o SCFE se lançou ao ataque e até conseguiu o desconto aos 31 minutos. Mas nada que fosse suficiente para tirar o título do Orgulho da Baixada. Explorando os contragolpes, Canela fez uso da velocidade e assim fechou o caixão do Galinho: ele aproveitou a bobeada de Espinho, tocou na saída de Zé Carlos e correu para o abraço: 3 a 1 e título confirmado.

O Nova Iguaçu jogou com: Werneck; Digão, Gilberto, Raphael Neuhaus e Rafinha; Abuda, Vinícius, Gustavo e Anderson Künzel; Ewerton e Raphael Carioca. Técnico: Hermes Junior.