sábado, 29 de setembro de 2018
Tamanho da fonte A+ A-

Infantil A

Que venha a Taça Rio!

Nova Iguaçu faz jogos equilibrados contra o Fluminense e agora vai para o mata-mata

O Nova Iguaçu fez dois jogos bem equilibrados contra o Fluminense na tarde deste sábado, no CT NIFC, mas acabou derrotado em ambos pelo placar de 1 a 0, pela última rodada da Taça Guanabara Sub-17 e Sub-15. O Orgulho da Baixada agora se prepara para a disputa da Taça Rio nas duas categorias, que começa no próximo dia 13 de outubro.

No primeiro jogo da rodada dupla, o Fluminense foi superior ao Nova Iguaçu no primeiro tempo e conseguiu abrir o placar aos 30 minutos, com João Pedro. O goleiro Breno ainda fez duas defesaças, também em finalizações do camisa 9 tricolor. No segundo tempo, o Orgulho da Baixada foi melhor e chegou a acertar a trave aos 31 minutos: PV cobrou falta e Erivelton cabeceou no travessão.

A equipe laranja comandada pelo técnico Jefter Percy jogou com Breno; Hugo, Mezenga, Jean e PV; Willian (Ítalo César), Daniel (Warlison), Matheus Porto (Gilmar) e Andrey; Keven (Wesley) e Davi (Erivelton). Como terminou na sétima colocação, o Nova Iguaçu vai encarar nas semifinais da Taça Rio Sub-17 o Madureira, com o primeiro jogo em casa e o segundo em Conselheiro Galvão.

No segundo jogo da tarde, o Nova Iguaçu entrou em campo ainda sonhando com uma vaga nas semifinais do Carioca Sub-15 e precisava vencer o Fluminense, além de torcer por um tropeço do Botafogo. E fez uma grande partida diante do Tricolor. A melhor chance foi aos 17 minutos do segundo tempo, com Allan acertando o travessão. Porém, nos acréscimos, o Fluminense conseguiu o gol da vitória, com Miguel Silveira.

O Nova Iguaçu, comandado pelo técnico Carlos Vitor, jogou com Kayky; Thaigo (Matheus Ribeiro), Matheus Peixoto, Igor e Marcos Paulo; Ronald, Matheus Trigo e Kayke David (Arthur); Luizinho (Pimentel), Dilan e Allan (Gabriel). Quinto colocado na classificação geral, o Orgulho da Baixada vai encarar nas semifinais da Taça Rio Sub-15 a equipe do Bonsucesso, com a vantagem de fazer a segunda partida em casa.

Bernardo Gleizer