quarta-feira, 06 de setembro de 2017
Tamanho da fonte A+ A-

Categoria de Base

Trabalho renovado

Nova Iguaçu tem Certificado de Clube Formador renovado novamente

Primeiro do Rio de Janeiro a receber o Certificado de Clube Formador da CBF, o Nova Iguaçu obteve nesta semana a renovação por mais dois anos do documento, obtido pela primeira vez em 2013. Tal chancela comprova que o Orgulho da Baixada preencheu todos os requisitos para formar jogadores, oferecendo estrutura adequada e profissionais qualificados para desenvolver os atletas de futebol.

Atualmente, segundo balanço divulgado pela CBF na última segunda-feira, apenas 39 clubes possuem o Certificado em todo o país, sendo 34 de Nível A (válido por dois anos, como o do Nova Iguaçu) e cinco de Nível B (válido por um ano). Quando o NIFC conseguiu o documento pela primeira vez, apenas 11 clubes já o tinham. No Rio, apenas o Nova Iguaçu e os quatro grandes hoje possuem tal certificação.

O Certificado de Clube Formador da CBF permite aos clubes que assinem contratos de formação com os jogadores – é uma espécie de fase intermediária entre o contrato amador e o contrato profissional -, protegendo as agremiações que cumpriram as exigências. Até o início deste mês de setembro, o Nova Iguaçu registrou 40 jogadores com contrato de formação, entre 19 e 15 anos.

- Ficamos muito felizes com essa renovação, o Nova Iguaçu vai partir para seis anos como Clube Formador. Sentimo-nos muito honrados pela confiança que a Ferj nos depositou, com o aval da CBF também. O apoio dessas duas entidades ao nosso projeto faz nos sentir ainda mais na obrigação de retificar essa confiança e desenvolver o trabalho com os jovens – afirmou o presidente do NIFC, Janio Moraes.

Novo salão da Escola Larajinha foi uma das obras mais recentes (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Novo salão será usado pelos alunos da Escola Laranjinha (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

O Nova Iguaçu teve também uma das apresentações para obtenção do Certificado mais elogiadas pela cúpula da CBF e da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). Mas nem por isso deixou de investir em sua infraestrutura. De 2015 (data da última renovação do documento) até aqui, o clube continuou fazendo obras para dar melhores condições aos jogadores e professores.

A principal obra foi a construção do novo salão da Escola de Futebol Laranjinha, um espaço para que os alunos tenham aulas teóricas e também pratiquem atividades mais lúdicas. Além disso, neste período, o Nova Iguaçu construiu a nova rouparia e lavanderia, ergueu um novo vestiário para a equipe sub-20 no setor visitante do Estádio Laranjão e contratou a Greenleaf para cuidar de todos os gramados do Centro de Treinamento.

Setor de rouparia e lavanderia foi inteiramente modernizado (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

- O Nova Iguaçu não vai parar de crescer. Estamos muito entusiasmados e temos que somar todo dia uma novidade e ampliar o projeto. É uma responsabilidade agradável, temos amor pelo que fazemos. Agradeço também pela confiança dos pais, pois no futebol tem que haver essa parceria. É o que sempre falamos, nos preocupamos primeiro em fazer o homem, para depois fazer o atleta. Se o garoto não for jogador amanhã, será um profissional dentro do ramo que escolher conhecendo a disciplina, a hierarquia, os preceitos éticos… Nosso primeiro objetivo é formar cidadãos – ressaltou Janio.

CONQUISTAS NA BASE E MAIS FRUTOS DA TERRA

Como consequência também deste investimento, o Nova Iguaçu conquistou neste período ótimos resultados na base. A principal notícia veio no início deste ano, quando o clube voltou a disputar a Copa São Paulo de Juniores após 20 anos e chegou até a segunda fase, tendo eliminado Desportivo Brasil e Sampaio Corrêa e derrotado a Chapecoense na estreia, jogo que foi transmitido pela TV.

Nova Iguaçu voltou a disputar a Copa São Paulo de Juniores após 20 anos (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Tanto em 2015 quanto em 2016, o Nova Iguaçu terminou sempre entre os cinco melhores no Campeonato Carioca Sub-15 e Sub-17 – ou seja, ao lado dos quatro clubes de maior investimento. O NIFC foi semifinalista da Taça Guanabara Sub-15 nas últimas três edições e teve, em 2015, pela primeira vez um jogador convocado para a Seleção Brasileira: Samuel, para o time sub-15 – hoje ele está no Fluminense.

Paralelamente aos resultados expressivos na base, o Nova Iguaçu também continua revelando jogadores, os chamados “frutos da terra”. Somente neste período, o Orgulho da Baixada viu o meia Ramon e o atacante Nathan irem para o sub-20 do Corinthians, o lateral-esquerdo Jonathan indo para o sub-20 do Botafogo, o também lateral-esquerdo Ramon brilhar no sub-17 do Flamengo e o atacante Giovane indo atuar no sub-20 do Internacional.

Setor de hidratação foi construído entre os três principais campos do CT (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Novo vestiário para a categoria sub-20 do visitante no Estádio Laranjão (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Greenleaf foi contratada para a manutenção de todos os campos do CT do Nova Iguaçu (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Bernardo Gleizer