segunda-feira, 17 de abril de 2017
Tamanho da fonte A+ A-

Infantil A

Tarde dos goleiros

Nova Iguaçu vence Boavista nos pênaltis no sub-17 e sub-15

O domingo de Páscoa foi dos goleiros da base do Nova Iguaçu. Em confrontos válidos pela Taça Guanabara Sub-17 e Sub-15, os arqueiros iguaçuanos Daniel e Breno brilharam na disputa por pênaltis após empates no tempo normal contra o Boavista, no CFZ, Zona Oeste do Rio e garantiram dois pontos para as equipes infantil e juvenil do Nova Iguaçu na classificação.

O regulamento do Campeonato Carioca Sub-17 e Sub-15 prevê disputa de pênaltis caso a partida termine empatada, e o vencedor fatura dois pontos – o perdedor fica com um. Após cinco rodadas, o Nova Iguaçu ocupa a oitava colocação na Taça Guanabara Sub-17, com oito pontos, e a sétima posição na Sub-15, com sete. O próximo compromisso será no dia 29, contra o Flamengo, em casa.

No primeiro jogo da rodada dupla disputada na tarde deste domingo no CFZ, o sub-17 do Nova Iguaçu ficou no empate em 1 a 1 com o Boavista. Figueiredo abriu o placar para o time da casa com um gol-relâmpago aos 17 segundos de jogo, e Gabriel empatou já aos 31 minutos do segundo tempo. Na disputa de pênaltis, Daniel fez três defesas e garantiu o triunfo por 6 a 5, após um total de 16 cobranças.

Convertaram para o Nova Iguaçu Kayque, Victinho, Wesley, Nathan, Wanderson e Mateus Soares. A equipe sub-17 comandada pelo técnico Jefter Percy jogou com Daniel; Digão (Nathan), Pedro Henrique (Wanderson), Wesley e França (Gabriel); Marcus Vinicius, Kayque e Paulinho (Mateus Soares); Samuel (Juan), Victinho e Augusto (Vinicius Muniz).

No jogo de fundo, o Nova Iguaçu teve a oportunidade de sair vitorioso com uma cobrança de pênalti os 29 minutos do segundo tempo, mas Weverton acabou chutando para fora. O próprio Weverton ainda acertaria a trave aos 32 minutos, de cabeça. Com o 0 a 0 no placar, o jogo foi para os pênaltis e Breno defendeu três das quatro cobranças do Boavista, garantindo o ponto extra.

Coube a Weverton, que havia perdido a cobrança no tempo normal, bater o pênalti que sacramentou a vitória iguaçuana na disputa do ponto extra. O sub-15 do Nova Iguaçu do técnico Carlos Vitor jogou com Breno; Hugo (Nardelli), Guilherme, Maxwell e Mariano; Rodolfo (Felipe), Lucas e Paulo André; Allan (Caio), Chrystian (Pedrinho) e Matheus Corrêa (Weverton).

Bernardo Gleizer