terça-feira, 16 de fevereiro de 2016
Tamanho da fonte A+ A-

Futebol Profissional

Inspiração na Europa

Comissão observa vídeos e comanda treinos integrando partes física e técnica

Com a informação chegando rapidamente de qualquer parte do mundo, está cada vez mais fácil pegar boas ideias – basta tirar proveito delas e aplicá-las. E no futebol não é diferente. Na pré-temporada do Nova Iguaçu, a comissão técnica têm comandado trabalhos com base em vídeos mostrando os treinos de algumas potências do futebol europeu, como o Bayern de Munique.

Na última semana, a comissão técnica trabalhou todos os jogadores e uniu as partes física e técnica com um trabalho bem interessante no campo principal do CT, utilizando diversos equipamentos recém-adquiridos pelo clube como barreira de saltos, estacas, elásticos, escadas e bonecos. Os atletas trabalhavam a parte física e também a parte técnica, com treinos de finalização, passes curtos e cruzamento.

- É importante estar sempre atualizado, e nossa comissão técnica tem o costume de observar os treinos e jogos, buscando sempre as melhores referências. Vimos um vídeo de um treinamento do Bayern de Munique que aliava a parte física com a técnica, com os jogadores posicionados trabalhando todos os tipos de fundamento, inclusive com os goleiros inseridos no trabalho. Adaptamos para a nossa realidade, ao objetivo da semana. Com um trabalho de intensidade alta, conseguimos trabalhar ao mesmo tempo a parte técnica específica da posição de cada um deles e a parte física – explica Sandro Graham, preparador físico do clube.

Pass, pass, pass, shot, goal! It's as easy as that for #FCBayern in training in Doha! You can follow tomorrow morning's session LIVE from 8:00 CET at http://fcb.de/LiveTrainingDoha2016

Publicado por FC Bayern München em Quinta, 7 de janeiro de 2016

Até mesmo o técnico Edson Souza e o auxiliar Robson Gabriel participaram do treino, ajudando na hora dos treinos de finalização. O que se viu é que não tinha ninguém parado. Enquanto um corria, o outro saltava, um cruzava, outros se posicionavam para finalizar… Esse tipo de trabalho físico com bola acaba até tornando um treino que seria cansativo mais agradável aos jogadores, como ressalta Sandro.

- Quando você coloca um trabalho desse tipo com bola, você insere o atleta na parte específica do jogo. Você não está só aproximando do jogo, como também tornando o trabalho mais agradável ao jogador. Entre fazer uma fila e pedir ao jogador para dar 50 tiros por exemplo, é muito melhor pedir a um atacante fazer aceleração antes de uma finalização, aí ele fica na realidade do jogo. Às vezes temos um ganho até maior do que colocá-los num treino analítico, sistemático, em que se repetem as mesmas coisas – ressaltou.

O Nova Iguaçu continua se preparando intensamente para a Série B do Campeonato Carioca, que começa no dia 5 de março. A estreia do Orgulho da Baixada será contra o Goytacaz, no Laranjão.

Bernardo Gleizer