terça-feira, 26 de maio de 2015
Tamanho da fonte A+ A-

Categoria de Base

Mais fortes

Nova Iguaçu passa a oferecer café da manhã aos jogadores da base

Referência na tarefa de revelar talentos para o futebol brasileiro, o Nova Iguaçu segue trabalhando para fortalecer o trabalho de formação de jogadores. A partir desta semana, a Laranja da Baixada passou a oferecer todas as manhãs, bem cedinho, um café da manhã caprichado para os atletas da base que precisam de um reforço alimentar.

O cardápio foi escolhido pela nutricionista do clube, Fabiana Britto, com base também em dados captados pelo fisiologista Uélbio Bezerra. Vinte atletas chegaram ao clube às 7h30 e puderam desfrutar do café da manhã feito com todo carinho pela tia Zezé. Os atletas tomaram café com leite e comeram pão francês com queijo e presunto, além de uma banana e suplementação.

- Esses atletas têm uma condição física que não condiz com a idade ou a altura, tem uma quantidade de massa muscular inferior em relação aos outros jogadores. Eles irão receber esse café da manhã que vai garantir uma quantidade adequada de proteínas, carboidrato e gorduras, e isso vai com certeza melhorar o rendimento deles nos treinos – explica Fabiana.

Muitos desses atletas, das categorias sub-20, sub-17 e sub-16, já vinham com uma deficiência de nutrientes desde a infância, às vezes por conta também da condição social. Agora, com a inserção de uma alimentação saudável antes dos treinamentos no clube, os jogadores estarão mais preparados para os treinamentos realizados no CT.

- Além do café da manhã, eles recebem também uma suplementação com BCAA, vitaminas e minerais. O objetivo desse trabalho é melhorar a parte energética e fazer com que eles tenham um bom rendimento e aumentem a massa muscular. Vai fazer uma diferença muito positiva no desempenho deles nos treinos e jogos – completou Fabiana Britto.

O Nova Iguaçu Futebol Clube foi o primeiro do Rio de Janeiro a receber o Certificado de Clube Formador Nível A da CBF, que contou também com a chancela da Federação do Rio, em 2013, em virtude do estado de excelência do trabalho de formação de jogadores. Esse ano, Flamengo e Fluminense também conquistaram a certificação.

Bernardo Gleizer