terça-feira, 01 de abril de 2014
Tamanho da fonte A+ A-

Comunidade NIFC

Mais um ano de evolução

Nova Iguaçu completa 24 anos colecionando bons resultados na base e no profissional

Quem conhece a história do Nova Iguaçu sabe: foi de tijolinho em tijolinho que o clube se tornou uma referência quando se fala em trabalho de base no futebol do Rio de Janeiro. Nesta terça-feira, o Nova Iguaçu Futebol Clube completa 24 anos de vida e celebra um ciclo vitorioso no que se refere aos resultados nos campeonatos de base e também no profissional.

Esse ano, o Nova Iguaçu realizou sua melhor campanha da história no Campeonato Carioca, na sexta temporada na elite – a quarta consecutiva. Terminou na sétima colocação e teve chances de brigar por uma vaga nas semifinais até a parte final do torneio. Além disso, viu crias da categoria de base como Dieguinho e Zambi serem referências na equipe principal.

O CT do Nova Iguaçu em 1997 e em 2013: evolução e trabalho de excelência na base (FOTOS: Arquivo)

Outro fator positivo foi o apoio da comunidade iguaçuana no Estádio Laranjão. Os torcedores esgotaram os ingressos colocados à venda nos dois primeiros jogos do Nova Iguaçu no Estadual, contra Duque de Caxias e Cabofriense. Nessa partidas, o público foi maior do que muitos jogos envolvendo equipes de maior porte. O NIFC terminou com média de 665 torcedores por partida.

O Nova Iguaçu também chamou a atenção da imprensa internacional. Matérias sobre o clube saíram em jornais italianos e até na tradicional revista inglesa “Four Four Two”. Além disso, equipes de reportagem da Alemanha, da França e dos Estados Unidos visitaram o CT para registrar um pouco do excelente trabalho de base que é feito no clube da Baixada Fluminense.

Equipe profissional do Nova Iguaçu atingiu melhor campanha da história no Estadual (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Na base, o NIFC promete brigar pelo título em todas as categorias. Nos juniores, o Nova Iguaçu liderou a primeira fase da Taça Guanabara por 14 rodadas e vai decidir o título do primeiro turno contra o Fluminense. No ano passado, a equipe foi vice-campeã da Taça Rio Sub-20 e chegou em sétimo no Torneio Octávio Pinto Guimarães.

Nas categorias juvenil e mirim, o Nova Iguaçu terminou o Campeonato Carioca na quinta colocação, atrás apenas dos quatro clubes de maior investimento. No Estadual Infantil, foi o sexto colocado. Por fim, a Laranja da Baixada foi campeã do Campeonato Iguaçuano, com equipes no primeiro ano de suas categorias, no sub-17, sub-15 e sub-13.

Torcida lota arquibancada do Laranjão na estreia: apoio da comunidade iguaçuana (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Vale ressaltar que o Nova Iguaçu continua sendo o único clube do Rio de Janeiro a ter o Certificado de Clube Formador Nível A da CBF, que atesta as boas condições oferecidas para o trabalho de base. O clube hoje conta com 27 núcleos oficiais e 86 escolinhas parceiras, atendendo em torno de 12 mil crianças. O trabalho continua para formar novos Frutos da Terra. Parabéns, Nova Iguaçu!