quinta-feira, 13 de março de 2014
Tamanho da fonte A+ A-

Futebol Profissional

Prestes a fazer história

Sem chances de classificação à semifinal, Nova Iguaçu pode cravar neste sábado a melhor campanha da história do clube

Os empates sofridos nos últimos minutos contra Madureira e Audax Rio, ambos em casa, foram um verdadeiro banho de água fria no Nova Iguaçu. Os tropeços tiraram as chances do clube de atingir pela primeira vez uma semifinal de Campeonato Carioca. Entretanto, a campanha realizada em 2014 tem tudo para ficar na história da Laranja da Baixada.

Elenco iguaçuano tem chance de fazer história neste fim de semana (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

O Nova Iguaçu já igualou este ano a melhor pontuação da história do clube, obtida no Estadual de 2011: 18 pontos. Por isso, um empate diante do Volta Redonda, neste sábado, no Estádio Raulino de Oliveira, já será suficiente para marcar a melhor campanha do clube na Série A do Rio de Janeiro em pontos e, muito provavelmente, em termos de classificação. Até hoje, a melhor posição final foi o nono lugar, em 2011 e 2012.

- Estamos pensando diretamente nessa questão. Queremos fazer história e vamos buscar esses seis pontos que restam. Com certeza o próximo grupo que estiver aqui terá dificuldades em bater essa marca, então temos que tentar buscar essa meta e conquistar duas vitórias, que seriam importantíssimas para todos nós – afirmou o volante Rodrigo César.

Rodrigo César tem papel fundamental na boa campanha do Nova Iguaçu (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Contratado este ano depois de ser campeão da Copa do Nordeste pelo Campinense no ano passado e ter defendido o 2 de Mayo, do Paraguai, Rodrigo César se encaixou rapidamente no Nova Iguaçu e foi titular desde a estreia, ficando fora apenas por suspensão. Ele inclusive já foi capitão da equipe por duas vezes – a última contra o Audax Rio, no empate no último fim de semana.

- A recepção que tive aqui nunca tive em lugar nenhum. O grupo me acolheu de braços abertos, o Edson Souza (técnico) também teve contribuição grande nisso, conversamos muito. Desde que cheguei pensei em trabalhar forte para fazer um bom campeonato. Estou fazendo um bom campeonato, fui capitão do time pela segunda vez e agora é seguir em frente – afirmou o volante, lamentando apenas os vacilos cometidos nos dois últimos jogos.

- Ficamos com um sentimento de tristeza, porque sabíamos que poderíamos estar brigando lá em cima para nos classificar entre os quatro. Faltou atenção, é preciso estar atento os 90 minutos, mas temos que levar isso em conta para não errar de novo nos próximos desafios. Como diz o ditado, o jogo só acaba quando o juiz apitar – finalizou.