sexta-feira, 22 de novembro de 2013
Tamanho da fonte A+ A-

Futebol Profissional

Chegou o artilheiro

Experiente e goleador, Sérgio Júnior chega ao Nova Iguaçu disposto a ajudar e avisa: quer brigar pela artilharia do Carioca

Se o Nova Iguaçu ainda buscava um artilheiro, a procura acabou. Após uma rápida negociação, a Laranja da Baixada acertou nesta sexta-feira com o atacante Sérgio Júnior, que disputou a última Série C do Campeonato Brasileiro pelo Macaé. O jogador, com passagens por grandes clubes do Brasil e do exterior, já se juntou ao grupo que realiza a pré-temporada no CT.

Sérgio Júnior é mais uma novidade na equipe que vai disputar o Campeonato Estadual de 2014 comandada pelo técnico Edson Souza. Além dele, já se juntaram ao elenco o lateral Amarildo, os volantes Paulo Henrique e Rodrigo César e os atacantes Zambi e Erick Foca. Mais reforços devem ser anunciados na próxima semana.

Jânio Moraes, presidente do Nova Iguaçu, cumprimenta o centroavante Sérgio Júnior (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

- Estamos muito felizes com essa contratação. Sérgio Júnior é um jogador experiente, que sempre marcou muitos gols, e o Nova Iguaçu se fortalece muito com a chegada dele. Esperamos fazer um bom Campeonato Carioca e ele com certeza será importante para que possamos atingir nossos objetivos – afirmou o presidente do clube, Jânio Moraes.

Aos 34 anos, Sérgio Júnior acumula em seu extenso currículo passagens por clubes como Roma, da Itália, Vitória de Guimarães, de Portugal, Cruzeiro e Ponte Preta. Conhecido pelo seu faro de gol, ele foi o artilheiro do Macaé na Série C deste ano, com sete gols em 11 partidas, e do Bangu no último Carioca, com seis gols.

- Escolhi o Nova Iguaçu pela seriedade das pessoas que trabalham aqui, pela estrutura e pelo que o clube está almejando. Conversei com o presidente e rapidamente tudo ficou acertado. Encontrei aqui uma garotada que corre atrás, sabe o que quer para o futuro, e vim para tentar ajudá-los e ajudar o Nova Iguaçu a atingir os objetivos – disse Sérgio Júnior.

Sérgio Júnior já deu início à pré-temporada no Centro de Treinamento do clube (FOTO: Bernardo Gleizer/NIFC)

Se alguns grandes atacantes do futebol brasileiro costumam estimular metas, como o argentino Barcos, do Grêmio, e Hernane, do Flamengo, Sérgio Júnior diz que por enquanto não há como estabelecer uma meta de gols para o Carioca. Mas o centroavante garante: vai brigar pela artilharia do Campeonato Carioca no ano que vem.

- Sempre temos uma meta, mas não adianta estipulá-la agora até por não conhecer como vai acontecer lá na frente. Mas uma coisa que posso dizer claramente é que eu quero buscar a artilharia do Carioca. Sei que há vários adversários de muita qualidade, grandes centroavantes. Minha única coisa em mente é me preparar bem para no final do Carioca estar na briga pela artilharia e ajudar o clube com meus gols – completou.

Confira abaixo a entrevista completa com Sérgio Júnior, novo reforço do Nova Iguaçu.

Você é um atacante experiente, que já passou por grandes clubes e tinha outras propostas. O que te fez topar o desafio de atuar pelo Nova Iguaçu?
Primeiramente foi a estrutura que o clube tem, a seriedade das pessoas que aqui estão. Tive um contato com o presidente, conversamos, ficou tudo acertado e ficou restando apenas sair a rescisão com o Macaé. Aceitei também pelo que o clube está almejando, são metas difíceis de serem alcançadas pela dificuldade do Carioca, mas vamos tentar atingi-las, como chegar à Série D, e esperamos fazer um grande Campeonato Carioca.

O Nova Iguaçu sempre monta seu elenco com muitos jogadores formados na base, misturando com algumas peças mais experientes, como é o seu caso. O que acha dessa mescla?
Encontrei aqui um pessoal que está correndo atrás, que sabe o que quer para o futuro. Vim só para tentar ajudá-los a estar sempre no melhor nível possível. É sempre bom mesclar juventude com experiência, são jogos complicados que vamos ter no Estadual. Temos aí quase dois meses até a estreia e vamos nos conhecer bem, espero ajudá-los e também ser ajudado. Vai ser uma troca justa de experiência com juventude, que tem tudo para dar certo nesse campeonato.

Sérgio Júnior foi o artilheiro do Macaé na Série C do Brasileiro este ano (FOTO: Tiago Ferreira/Macaé Esporte)

Já deu tempo de conversar com o técnico Edson Souza? Você já tinha trabalhado diretamente com ele?
Nunca trabalhamos juntos, mas já nos enfrentamos. É uma pessoa de muito caráter, de caráter forte, e isso é bom para um grupo de jogadores jovens, como é aqui no Nova Iguaçu. Conversamos algumas coisas pontuais já, ele me disse a maneira de como gosta de jogar, como vai querer montar o time… Vim para ajudar, tentar ajudá-lo sempre. E para ajudar tenho que fazer os gols, então vou me preparar bastante, fazer uma pré-temporada forte para estar na ponta dos cascos no início do Carioca, para poder ajudar o Nova Iguaçu e – quem sabe? – com a ajuda dos meninos poder brigar pela artilharia do Carioca.

Muitos atacantes de renome no Brasil costumam estipular metas de gol para a temporada ou para uma competição, como é o caso do Barcos e do Hernane. Você trabalha com essas metas também?
Sempre temos uma meta, mas não adianta estipulá-la agora até por não conhecer como vai acontecer lá na frente. Mas uma coisa que posso dizer claramente é que eu quero buscar a artilharia do Carioca. Sei que há vários adversários de muita qualidade, grandes centroavantes. Minha única coisa em mente é me preparar bem para no final do Carioca estar na briga pela artilharia e ajudar o clube com meus gols.

Hoje o futebol mudou, e muitos centroavantes acabam tendo que ajudar também na marcação. Como define seu estilo de jogo? Costuma ajudar também na parte defensiva?
Tento ajudar e procurar me colocar da maneira como o treinador quer que eu jogue. Ele vai montar o esquema de jogo dele, e não tenho problema nenhum em ajudar na marcação ou cair para os lados até para dar espaço para os outros atacantes. Procuro sempre fazer meu melhor. Sei que quando a bola pintar na área tenho que pôr para dentro, minha preocupação geralmente é essa. Temos que correr mesmo, ainda mais no Carioca, um campeonato muito forte, todos precisam correr e ajudar. Estamos nos preparando bem para isso, meu intuito é ajudar, às vezes marcando, às vezes dando passe para gol, mas a minha prioridade é estar lá dentro da área para fazer os gols que o Nova Iguaçu vai precisar.

Você enfrentou Zambi na Série C do Brasileiro, você pelo Macaé e ele pelo Caxias-RS. Há grandes chances da dupla de ataque no ano que vem ser formada por vocês dois. O que está esperando dessa parceria?
Zambi é um grande jogador, por onde passou sempre foi muito bem. Espero que possamos fazer o melhor dentro de campo. Meu intuito é ajudar o Nova Iguaçu a atingir as metas estabelecidas. Zambi é um cara que já passou por outros clubes, já jogou aqui no Nova Iguaçu e sabe como funciona o clube. Ele tem tudo para poder me ajudar ali na frente, vamos trabalhar bastante para já no primeiro jogo estarmos nos entendendo bem.

FICHA TÉCNICA
Nome completo:
Sérgio Guimarães da Silva Júnior
Nascimento: 19/2/1979, no Rio de Janeiro (RJ)
Altura e peso: 1,80m / 82kg
Clubes: Roma (ITA), Cruzeiro, Vitória de Guimarães (POR), Sporting Cristal (PER), Al-Ittihad (ARA), Ponte Preta, SK Bucheon (COR), São Bento-SP, Shandong Luneng (CHN), Marília, Cienciano (PER), Bangu, América-RN e Macaé