quarta-feira, 20 de março de 2013
Tamanho da fonte A+ A-

Futebol Profissional

Recuperação em grande estilo

Com dois belos gols de Léo Salino, Nova Iguaçu vence Vasco em Volta Redonda e soma seus primeiros três pontos na Taça Rio

A recuperação veio em grande estilo! E num local que costuma dar sorte ao Nova Iguaçu. No mesmo palco em que venceu o Vasco em 2011 e o Flamengo em 2006, a Laranja da Baixada vestiu preto e a sorte então mudou, como diz a música. Com dois belos gols de Léo Salino, o NIFC derrotou o Vasco por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e deixou a zona de rebaixamento, chegando aos três pontos no Grupo A da Taça Rio.

Tentando a todo custo a vitória para sair da incômoda situação que se encontrava na tabela, o Nova Iguaçu começou com quatro alterações em relação à equipe que perdeu para o Figueirense no fim de semana. A principal novidade foi a estreia do atacante Maycon, substuindo Vinicius. Gláuber e Tiago ganharam chances na frente e Marcelinho, recuperado de uma virose, voltou à lateral direita no lugar de Belarmino.

A presença de Maycon na frente ajudou muito a equipe. Autor de seis gols pelo Nova Iguaçu no Estadual de 2011, o camisa 21 a todo momento se apresentava como opção na frente, fazendo inclusive o papel de pivô. Pelo fato do Vasco também estar pressionado, o jogo começou bastante aberto, com a Laranja da Baixada – que estreou seu novo uniforme preto – tentando mais o ataque.

Léo Salino comemora o gol da vitória do Nova Iguaçu em Volta Redonda (FOTO: Paulo Sérgio/Lance!)

O Vasco chegava com perigo pelos pés de Dakson, que enfiou boa bola para Eder Luis, mas Jefferson saiu bem do gol e conseguiu bloquear. O Nova Iguaçu respondeu e por muito pouco não abriu o placar. Tiago chutou e Renato Silva tirou de cabeça, no rebote Maycon cabeceou no cantinho direito e Alessandro conseguiu a defesa de forma incrível.

O Vasco teve ainda outra boa chance, com Romário, que aproveitou cruzamento e cabeceou rente à trave direita de Jefferson. Mas logo o gol do Nova Iguaçu iria amadurecer. Primeiro, Maycon foi lançado em contra-ataque, limpou André Ribeiro e chutou à esquerda de Alessandro, perdendo grande chance. Depois, Tiago só não marcou porque Renato Silva colocou a barriga na frente.

Aí saiu o tão esperado gol do Nova Iguaçu. E foi numa bela jogada. Gláuber deu grande arrancada pelo lado esquerdo, ganhou de dois marcadores e cruzou. Maycon deu um toquinho para trás e Léo Salino soltou um forte chute, de canhota, no ângulo direito do goleiro vascaíno, que só olhou a bola estufar as redes: 1 a 0 para a Laranja da Baixada.

De volta depois depois de atuar fora do país, Maycon fez sua reestreia pelo NIFC (FOTO: Paulo Sérgio/Lance!)

No segundo tempo, o Vasco voltou com duas mexidas, com as entradas de Elsinho e Bernardo, e teve mais a posse de bola. O Nova Iguaçu, à frente do placar, retornou para o segundo tempo mais recuado, mas mostrando grande aplicação na marcação, não deixando o Vasco criar grandes oportunidades de gol.

A Laranja da Baixada chegou com perigo com Gláuber, que trouxe a bola da direita e chutou forte, explodindo em Wendel. Do outro lado, o Vasco apostava mais nas jogadas aéreas e só através dela conseguia levar algum perigo ao gol defendido por Jefferson.

À medida que o relógio corria, o nervosismo do Vasco, pressionado pela torcida em Volta Redonda, aumentava. E o Nova Iguaçu se defendia muito bem. Até que aos 41 minutos a vitória iguaçuana foi assegurada, em grande estilo. Léo Salino recebeu de Tiago, dominou, limpou Sandro Silva e soltou um belo chute no ângulo direito, encobrindo o goleiro Alessandro: golaço!

Com a vitória, o Nova Iguaçu soma seus primeiros três pontos na Taça Rio e chega a oito no somatório geral, deixando a última colocação do Campeonato Carioca e a zona de rebaixamento. A Laranja da Baixada volta a campo apenas na próxima quarta-feira para enfrentar o Quissamã, às 16h, em Macaé.

FICHA TÉCNICA
NOVA IGUAÇU 2 X 0 VASCO

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data-Hora: 20/3/2013 – 22h
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Auxiliares: André Roberto Smith Silveira (RJ) e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (RJ)
Renda e público: R$ 9.355,00 / 770 pagantes / 1.248 presentes
Cartões amarelos: Marcelinho, Maycon, Sylvestre, Léo Salino, Jefferson e Leonardo (NOV); Romário (VAS)
Cartões vermelhos: -
Gols: Léo Salino 42′/1ºT (1-0) e Léo Salino 41′/2ºT (2-0)

NOVA IGUAÇU: Jefferson; Marcelinho, Leonardo, Sílvio e Uallace; Filipe, Léo Salino, Rodrigo Souza (Luan 38′/2ºT), Tiago e Gláuber (Mossoró 30′/2ºT); Maycon (Sylvestre 22′/2ºT) – Técnico: Leonardo Condé.

VASCO: Alessandro; Nei (Elsinho – Intervalo), André Ribeiro, Renato Silva e Wendel; Sandro Silva, Pedro Ken (Marlone 29′/2ºT), Dakson e Carlos Alberto; Eder Luis (Bernardo – Intervalo) e Romário – Técnico: Gaúcho.