sexta-feira, 01 de março de 2013
Tamanho da fonte A+ A-

Futebol Profissional

Período para fazer as correções

Leonardo Condé elogia atuação da equipe contra o Resende e confia em volta por cima na Taça Rio

Leonardo Condé comanda treino no Laranjão

A campanha na Taça Guanabara acabou deixando a desejar. Em oito partidas, o Nova Iguaçu conseguiu apenas uma vitória e somou só cinco pontos, o que deixa a equipe fora da zona de rebaixamento do Campeonato Carioca. É claro que ninguém no clube está satisfeito, mas agora a ordem é colocar as coisas no lugar e utilizar este período sem jogos para corrigir os erros.

Até a estreia na Taça Rio, dia 16 ou 17 de março, contra o Friburguense, em Nova Friburgo, o técnico Leonardo Condé terá 20 dias para trabalhar a equipe, corrigir os erros cometidos no primeiro turno e fazer os ajustes necessários. O treinador mostra confiança numa campanha melhor no segundo turno.

- Sempre procuramos passar as correções de uma partida para a outra. Contra o Resende talvez tenha sido nossa melhor partida, temos que valorizar o que foi feito de bom e ao mesmo tempo vamos ser críticos e observar o que erramos para corrigir. Temos 20 dias para analisar todos os oito jogos que fizemos. Acredito que temos um bom grupo e eles têm condições de dar a volta por cima e fazer uma boa Taça Rio – disse.

Com uma campanha sólida no setor defensivo, o Nova Iguaçu acabou sofrendo dois gols do Resende, no último sábado, pela última rodada da Taça Guanabara. Por outro lado, o ataque que vinha deixando a desejar marcou dois gols, com Talles Cunha e Lukian – que foi emprestado agora para o Rio Branco-SP. Leonardo Condé procura agora encontrar um meio-termo.

- Vamos sempre procurando a cada partida fazer as correções. Em relação ao último jogo, tivemos uma postura de marcação defensiva boa, mas sem muita chegada na frente. Então, focamos a semana num trabalho para melhorar essa transição defesa-ataque, posse de bola no campo de ataque e conseguimos fazer isso no jogo. Lamentável não ter conquistado a vitória, porque acho que fizemos uma das melhores partidas na competição – afirmou.

Outro fato que chamou a atenção na partida contra o Resende foi a entrega dos jogadores. Nenhum atleta foi visto parado em campo e todos mostraram muita aplicação na marcação. Não foi difícil ver o meia Dieguinho dar carrinho e ficar em cima dos zagueiros do time visitante, por exemplo. Para o treinador, essa entrega é fundamental para fazer uma boa campanha no segundo turno:

- Isso que tentamos sempre passar, esse comprometimento e entrega em todos os jogos. Realmente essa entrega foi maior no jogo contra o Resende e fica a expectativa e a lição de passar isso aos jogadores, de que a partir do momento em que essa entrega for de todos teremos uma chance muito grande de conquistar um bom resultado.