quinta-feira, 05 de abril de 2012
Tamanho da fonte A+ A-

Notícias

Chance de ouro para não largar mais

Lukian foi titular diante do Volta Redonda, foi bem e agora não quer sair mais do time

Contra o Volta Redonda, Lukian teve boa atuação (FOTO: Mário Farache/nifc.com.br)

A briga por posições faz parte de qualquer rotina de treinos nos clubes. No Nova Iguaçu não é diferente. Contra o Volta Redonda, no último sábado, o jovem atacante Lukian teve sua chance de começar jogando, no lugar de Leandrão, que ficou no banco, e não decepcionou.

Apesar de não ter marcado, Lukian mostrou muita movimentação na frente e pareceu ter bom entrosamento com o companheiro de ataque Zambi. Na rodada anterior, Lukian já tinha acertado a trave no jogo contra o Bangu, em Moça Bonita. Sinal de que as coisas estão acontecendo.

- Vinha me preparando. Tive a estreia no jogo contra o Bonsucesso (Taça Guanabara), mas não fui bem. Algumas pessoas vieram conversar comigo e eu continuei trabalhando, sabendo que a oportunidade poderia chegar. Sabia que estava preparado. Ela chegou e agarrei. Pena que senti cãimbra, porque estava sem ritmo, mas fui bem, gostei da minha atuação – avaliou.

Lukian não tem a mesma altura de Leandrão, mas se encaixa no perfil de centroavante que completa o estilo de Zambi, atacante que cai mais pelas pontas. Vice-artilheiro da Taça OPG na campanha do título em 2010 com 10 gols (o artilheiro foi William Barbio, hoje no Vasco, com 13 gols), Lukian afirma que se sente mais à vontade como referência mesmo.

- Desde o juvenil sempre joguei assim, centralizado. No profissional às vezes tive que mudar essa característica, como pedido pelo treinador. Tenho qualidade para jogar pelas pontas também, mas meu forte é ali na frente mesmo, atuando centralizado – define-se o atacante de 20 anos.