sexta-feira, 20 de janeiro de 2012
Tamanho da fonte A+ A-

Futebol Profissional

Com uma base forte e campeã

Nova Iguaçu vai para seu quarto Estadual com muitos campeões da OPG de juniores

Vai começar! Neste sábado, diante do Olaria, na Rua Bariri, o Nova Iguaçu vai estrear no Campeonato Carioca. Será a quarta participação do NIFC na Primeira Divisão. E mais uma vez a aposta é nos jogadores revelados na base do clube, com o reforço de peças experientes trazidas pela diretoria.

Fora as crias da base, o NIFC conta no seu elenco com os goleiros Jefferson (ex-Madureira e Bangu) e Renan (ex-Olaria e Madureira); os zagueiros Dirceu (ex-Coritiba e Avaí) e Vagner Eugênio (ex-Penafiel-POR); os laterais Marcelinho (ex-Flamengo) e Chiquinho (ex-Atlético-MG); o meia Otávio (ex-São Caetano); e os atacantes Jones (ex-Al Arabi-KUW) e Leandrão (ex-Audax Rio).

Leandrão, contratado junto ao Audax Rio, é abraçado por Gláuber e Lukian, campeões da OPG de juniores em 2010: união da juventude com a experiência (FOTO: Mário Farache/nifc.com.br)

Do elenco formado por 26 jogadores, oito estavam no grupo que foi campeão do Torneio Otávio Pinto Guimarães de Juniores em 2010, entre eles o volante Luan e o meia Dieguinho, que devem começar como titulares. Além deles, participaram da campanha o goleiro Iago, os zagueiros Artur e Jefferson Monteiro, o lateral Uallace, o volante Lopes e o atacante Lukian. O técnico era Carlos Vítor, hoje auxiliar do treinador Leonardo Condé.

Ex-jogador do Nova Iguaçu e no clube desde 1993, Carlos Vitor é auxiliar de Leonardo Condé e foi o técnico do time campeão em 2010

- Essa experiência de ser campeão ajuda muito. Esse relacionamento com os garotos facilita, pois conhecemos de perto e acompanhamos o atleta desde o infantil e o juvenil. O clube trouxe de fora o Léo (Condé), que tem um grande potencial, e conta com o pessoal aqui de dentro, que já conhece os jogadores, o perfil de cada um. Isso dá uma liga muito boa – acredita Carlos Vítor.

Nada menos que 15 dos 26 jogadores são formados nas divisões de base do Nova Iguaçu. No clube há quase 19 anos – foi jogador entre 1993 e 1999 e trabalhou na comissão técnica da base desde então -, Carlos Vítor acredita que estes jogadores revelados no NIFC estão prontos para fazer um grande Campeonato Carioca:

- O trabalho está sendo muito bem feito e pela maturidade que eles adquiriram em 2010 e 2011 creio que as coisas irão fluir muito bem. Eles estarão preparados. O trabalho da comissão técnica é fundamental. Eles estão atingindo um estágio de crescimento. Quando começar a competição, as coisas vão se encaixar. Acreditamos tanto neles que hoje eles estão no plantel e muitos são titulares.

Dieguinho está no clube desde os 13 anos

Um exemplo é o meia Dieguinho. Aos 21 anos, o meia-atacante está no Nova Iguaçu desde os 13 e já atuou pela equipe de juniores do Flamengo. Depois de uma boa passagem, voltou ao NIFC para atuar mais vezes e vê no entrosamento com os outros jovens um trunfo para uma boa campanha no Carioca.

- Essa rapaziada subiu para os profissionais com muita moral por causa do título da OPG, e isso facilita. Muitos jogadores estão aqui desde o infantil e subir campeão é uma coisa muito positiva. O clube apostou muito em mim, os jogadores mais jovens se espalham pois sabem que estou aqui desde pequeno, então acaba sendo uma responsabilidade muito grande – afirmou Dieguinho.

Formado no futebol mineiro e com passagens por Atlético-MG, América-MG, Tupi e Villa Nova, Leonardo Condé terá a missão de comandar esse jovem grupo no Estadual. E analisa os objetivos da equipe.

- O primeiro objetivo é permanecer na Primeira Divisão, não tem como fugir disso. E logo depois vamos tentar a classificação para a Série D do Campeonato Brasileiro. Há outras equipes buscando essa vaga, que também investiram muito, mas traçamos essa meta de buscar a vaga para a Quarta Divisão – afirmou Léo.

- Mantivemos uma grande base do ano passado e continuamos com a mesma filosofia de aproveitar os atletas formados aqui. Procuramos agora dar um pouco mais de experiência para fortalecer o grupo. Nós acreditamos muito até numa campanha melhor do que a que fizemos no ano passado. Temos dois propósitos: se manter primeiramente na Primeira Divisão e depois alcançar a Série D. É isso que queremos buscar – corrobora o vice-presidente de futebol do NIFC, Vitor Lima.